Login

Register

Login

Register

Tag: receita rápida

26
fev

A receita de rosbife mais fácil da sua vida

Uma das coisas que sempre tento manter nas minhas receitas é a facilidade e rapidez de preparar. É claro que para quem gosta de cozinhar, passar a tarde na cozinha preparando algo com carinho para quem você ama pode ser o melhor programa do mundo. Mas a verdade é que o tempo é curto, a gente sempre tem um montão de coisas pra fazer (que estão sempre atrasadas, claro) e parar um tempão para dedicar à cozinha, para muitas pessoas é um privilégio difícil de alcançar! Então estudo muito, testo muitas receitas – e produtos – para simplificá-las e assim poder fazer sempre. E essa aqui, de rosbife, é uma delas.

O principal segredinho aqui é o chimichurri, que é um mix de ervas de origem argentino, mas que você pode encontrar facilmente nas lojas de temperos. Eu compro sempre à granel na zona cerealista, em São Paulo – SP. É próprio para temperar carnes e já tem cebola, alho, orégano, tomilho entre outros sabores que vão dar o gostinh especial à sua carne.

Outra coisa legal desse rosbife é que essa é, entre as carnes vermelhas, uma das mais magras e mais baratas. Você acha em qualquer açougue. A única coisa é que, para que ela fique bem saborosa, o ideal é você deixar de um dia para o outro o tempero pegar na geladeira, então tem um pouquinho de planejamento aí. Mas é tudo rápido, muito rápido e com poucos ingredientes.

Ingredientes

Carne - Lagarto Limpo
Carne – Lagarto Limpo

– Uma peça de lagarto pequena (aprox. 1kg, também
funciona com filé mignon)
– 200 ml de vinho branco (ou tinto, também funciona)
– 2 colheres de sopa mostarda
– 2 colheres de sopa molho inglês
– 2 colheres de chá de sal
– 3 colheres de sopa de azeite
– 2 colheres de sopa de chimichurri

Como fazer

Um dia antes do consumo você deve preparar a marinada. Eu preparei na sexta à noite para comer no sábado hora do almoço, virando a carne de manhã cedo, para o tempero pegar bem dos dois lados. Coloque a carne já limpa em uma tigela grande. Acrescente o sal, o vinho, a mostarda, o molho inglês e o chimichurri e misture bem os temperos na carne. Cubra bem a tigela com papel filme e leve à geladeira.

Carne - Temperos
Temperos: chimichurri, sal marinho, mostarda e molho inglês

No dia seguinte, retire a carne da marinada e reserve o líquido. Aqueça o azeite em fogo alto numa panela de pressão e quando estiver bem quente, coloque a carne para selar dos dois lados até que a carne fique bem dourada por fora em todo o seu entorno. Acrescente o líquido da marinada e deixe reduzir até virar um molhinho. Eu deixei a carne mal passada por dentro, mas se quiser a carne mais rosada, acrescente meio copo de água junto, para atrasar a redução e cozinhar mais a carne por dentro. Retire a carne da panela, sirva em uma travessa e jogue o molho reduzido por cima.

Vc pode fatiar e comer quente, mas fria ela fica mais firme para cortar e vc consegue tiras mais finas. Use uma faca bem afiada ou a faca elétrica e sirva com batatas assadas ou como preferir. Eu servi com saladinha e purê de batata doce!

20
fev

Espaguete de pupunha com camarões

Pra gente matar a vontade de comer macarrão sem sair da dieta, essa receita de espaguete de pupunha é levinha e diferente. Não precisa nada para companhar, só ela já sacia e é um prato completo.

Ingredientes
– 250g a 300g de palmito pupunha cortado espaguete

Macarrão de Pupunha com Camarões

Macarrão de Pupunha com Camarões

– 400g de camarões limpos e descascados
– 200g de tomates cereja, lavados e cortados ao meio
– 200g de cogumelo shitake, shimeji ou paris cortados em lâminas
– 3 colheres de sopa de cebolinha picada
– 1/2 colher de chá de pimenta do reino
– 1/2 colher de chá de páprica doce ou picante (se for a picante coloque um pouco menos)
– 1 colher de sopa de azeite
– sal a gosto

Como fazer:
Em uma frigideira grande, aqueça o azeite e acrescente o camarão, sem mexer. Quando começarem a ficar rosados, acrescente o palmito.

Deixe refogar por 3 minutos e junte os tomates e os cogumelos. Mexa levemente. Acrescente o sal, a pimenta do reino e a páprica, mexendo por mais 2 minutos. Desligue o fogo e coloque a cebolinha picada, espalhando por toda frigideira. Mais um fiozinho de azeite por cima e pronto. Rende 2 porções.

 

Agora se o seu desejo é mesmo uma massa autêntica, clique aqui para ver essa receita de Massa Fresca.

24
ago

Focaccia sem glúten

Essa receita de focaccia é fácil e a massa fica bem levinha. Olha só:

Ingredientes:

2 ovos

50 g de batata doce cozida e amassada

¾ xícara de água morna

2 colheres (sopa) de azeite

1 colher (chá) de vinagre de maçã

1 xícara de farinha de arroz

¼ xícara de farinha de linhaça

¼ xícara de fécula de batata

¼ xícara de polvilho doce

1 colher (chá) de goma xantana (para saber mais sobre ela, clica aqui!)

½ colher (chá) de sal

1 colher (sopa) de açúcar demerara

10 g de fermento biológico seco

1 dente de alho amassado

½ colher (sopa) de alecrim

Flor de sal para finalizar

 

Preparo:

Pré-fermentação:

Dissolva na água morna o fermento biológico e o açúcar demerara. Deixe descansar até formar uma esponja. Reserve.

Misture os secos.

Bata levemente o ovo, o azeite, o alho e batata amassada, adicione o vinagre. Adicione a esponja fermentada e vá colocando aos poucos os ingredientes secos. Leve para assar em fôrmaredonda 23 cm untada com azeite. Por fim, finalize com um pouco de alecrim e a flor de sal.

Pré-aqueça o forno a 180 graus.

Asse até dourar. 🙂

Para saber mais sobre os espessantes que usamos para substituir a elasticidade do glúten, leia o post anterior.

11
ago

Frutos do mar e um molho versátil de vinho branco

Essa receita eu diria que é um ás na manga, um coringa, super flex. Isso porque depois que você conhecer o mix básico, pode variar ps frutos do mar (pra quem não gosta de mariscos) ou o carboidrato, mas a essência permanece, fica bom demais e todas as variações vão combinar muito bem.

A versão da foto é com mariscos, mas você pode usar lula, polvo, camarão, vieiras e até lagosta. Ela também vai espaguete, mas você pode usar outra massa como o talharine ou o arroz de risoto.

O segredo é deixar os frutos do mar pouquinho tempo no fogo, por volta de 10 minutos para os que fiquem bem macios.

Mariscos ao molho de vinho branco.

Mariscos ao molho de vinho branco.

Você vai precisar de:

 

– 2 tomates italianos sem sementes, picados brunoise (cubos bem pequenos)
– 1 cebola média, picada brunoise
– 2 dentes de alho
– 150ml de vinho branco seco
– 1 colher de chá de páprica picante (se não tiver, pode ser a doce)
– sal e pimenta do reino a gosto

Cozinhe a massa apenas no sal de acordo com a embalagem tirando-a do fogo 5 minutos antes do ponto que você gosta. Se fizer o risoto, faça-o como de costume utilizando caldo de peixe ou vegetais e retire 5 minutos antes também.

Em uma frigideira larga, refogue a cebola até pouco antes de dourar, depois o alho e em seguida o tomate. Acrescente os frutos do mar lavados e bem escorridos e deixe refogar por 5 minutos, sem mexer muito.

Enquanto isso, salpique o sal, a pimenta do reino e a páprica. Acrescente o vinho branco, mexa e deixe mais 5 minutos. Desligue o fogo, acrescente a massa na mesma frigideira (ou o risoto), misture levemente com os frutos do mar e sirva em seguida.

O molho que se cria a partir do caldo tomate e do vinho junto com a páprica, dá cor e sabor ao prato, sem se sobressair aos frutos.

Fica delicioso e bem prático e rápido de fazer. Experimente, depois me conte.

 

 

Save

Save