Login

Register

Login

Register

Tag: Drinks

17
mar

Limonada de coco, receita colombiana

As ruas de paralelepípedos de Cartagena e o mar de sete cores de San Andrés são as duas memórias mais inesquecíveis da minha recente viagem à Colômbia. Mas, se alguém me pedir para eleger um sabor, não tenho dúvida: será a limonada de coco, a receita mais refrescante dos colombianos.

Meu primeiro encontro com a bebida não podia ser mais perfeito: foi no lobby do hotel, depois de dois voos e horas de viagem. No check-in, gentilmente nos ofereceram um drink de boas-vindas, sem álcool. Era a lemonada de coco con herbabuena (a nossa hortelã). Foi uma paixão instantânea – virou uma obsessão experimentá-la em cada restaurante que visitei.

Logo tratei de ir investigar a receita com os locais, e sua base não poderia ser mais simples: limão, coco, açúcar e gelo. Exceto por um ingrediente que não temos aqui no Brasil, a crema de coco. “Não adianta usar leite de coco, não fica igual”, me advertiam os colombianos. Então, fiz uma escala no supermercado e comprei três latinhas do creme para trazer na mala – cada uma custou cerca de 6 reais.

Alguns colombianos fazem seu creme de coco em casa mesmo, fervendo o coco ralado e açúcar por várias horas. Para quem quiser se aventurar, encontrei esse vídeo bonitinho no YouTube – de uma senhorinha que faz a receita a olho. É uma graça.

Cartagena

Mi Cartagena querida: o cenário ideal para uma limonada de coco

E agora aqui vai a receita da limonada, numa proporção suficiente para umas seis tacinhas. No liquidificador, junte três copos grandes cheios de gelo, o suco de três limões espremidos e 200 ml de crema de coco. Basta bater tudo até o gelo quebrar e voilá!

A receita que fiz aqui em casa teve o mesmo toque do hotel de Cartagena onde provei a limonada pela primeira vez: ao final, acrescentei algumas folhinhas fresquinhas de hortelã, colhidas na minha horta, e bati por mais alguns segundos.

Na hora de servir, a sugestão é enfeitar as taças com rodelas de limão ou raminhos de hortelã. Taí um jeito fácil e charmoso de se refrescar no calorão – ou, melhor ainda, de se teletransportar para as adoráveis ruas de Cartagena.

 

 

26
jan

Olha o Whisky Single Malt entrando na coquetelaria em grande estilo!

Pra quem imaginou que seria impossível ou um grande pecado usar um whisky single malt na coquetelaria, publicamos 3 receitas incríveis que vão desmistificar esses conceitos:

Penicilin
Um dos clássicos contemporâneos mais famosos, foi criado em NY pelo bartender Sam Ross.

Rendimento – 1 Drink

50 ml de Whisky Glenmorangie

20 ml suco de limão siciliano

20 ml Xarope de mel 1:1 (ou substitua pelo mel puro)

2 laminas de gengibre maceradas

dash de Whisky Ardbeg

Drink Batido, servir em um copo Rocks e finalizar com uma lamina de gengibre.

Penicilin

Smoked Martini
Uma variação do clássico Dry Martini que combina as notas botânicas do Gin com as notas defumadas, marítimas e de especiarias do Whisky Ardbeg.

Rendimento – 1 Drink

50 ml Gin

10 ml Ardbeg

2 dashes de bitter de laranja

Drink Mexido, servir em uma taça Martini e finalizar com casca de limão

Smoked Martini

Smoked Martini

Black Nail
Uma releitura do clássico Rusty Nail, que equilibra a doçura do licor com a parte salina e de especiarias do Whisky Ardbeg.

Rendimento – 1 Drink

45 ml Ardbeg

15 ml Drambuie

2 dashes de Angostura

Drink Mexido, servir em um copo Rocks e finalizar com zest de laranja

Black Nail

Black Nail

Você gosta de Whiskies Single Malt? Me pergunte eu te falo o melhor local de São Paulo para comprar!

Fotos: Jessica Lin – timeout.com e catalogomh.com.br

 

Veja também como fazer um Dry Martini Clássico!

16
dez

Gosta de coquetel com sakê? 3 receitas para rever seus conceitos!

Para quem imaginou que os drinks de sakê se resumem apenas a tradicional “saquerinha”, publicamos 3 opções incríveis que vão mudar os seus conceitos!

1 – Sumidagawa Boshoku: Este drink foi criado em 1995 para uma festa dedicada ao designer Tadao Nakano por Kazuo Uyeda um dos nomes mais importantes da coquetelaria Japonesa e criador de vários drinks, e da técnica Hard Shake.

Rendimento – 1 Drink

30 ml de Sake Nambu Bijin Koshu, levemente seco e ácido

30 ml Vodka

30 ml Vermute Rosé

5 ml Curaçau blue

Drink Mexido, servir em uma taça coupé e finalizar com “zest” de limão siciliano

Sumidagawa Boshoku

 

2 – Pineapple Dragon: Este drink foi inspirado no clássico Pisco Punch e usa os ingredientes do drink para ressaltar os sabores leves e frutados do Sake.

Rendimento – 1 Drink

40 ml de Sake Ryujin Dragon God  de baixa acidez

20 ml Pisco

20 ml Limão Taiti

10 ml Xarope simples 2:1

4 cubos de abacaxi

Drink Batido, servir em uma taça coupé e finalizar com “zest” de limão Taiti

Pineapple Dragon

 

3 – Dessert Martini: Este drink foi inspirado no clássico Gordons Cocktail e usa o Sake no lugar do Jerez, isso traz ao drink notas mais marcantes do Sake e um leve toque de acidez a mais que combina muito com o bitter.

Rendimento – 1 Drink

40 ml de Sake Takashimizu dessert extra doce e baixa acidez

40 ml Gin

2 Dashes Bitter de laranja

Drink Mexido, servir em uma taça Martini e finalizar com “zest” de limão Siciliano

Dessert Martini

 

Você gosta de Sakes especiais? Me pergunte eu te falo o melhor local de São Paulo para comprar!

 

Veja também essa receita de Moscow Mule!

6
out

MOSCOW MULE

Esse drink é super refrescante e combina muito bem com um dia ensolarado na beira da piscina! Receita:

Ingredientes:

2 oz (1oz = 30ml) – Vodka

3 oz (1oz = 30ml) – Ginger beer

Suco de meio limão

Decoração: 

Uma rodela de limão

Copo:

Caneca Moscow Mule

Como preparar:

Adicione todos os ingredientes em uma Caneca Moscow Mule cheia de gelo e decore com uma rodela de limão.

 

Moscow Mule

Moscow Mule

Foto principal: Will Shenton – https://bevvy.co

16
set

Dry Martini Clássico

Dry Martini, um clássico sempre bem vindo em momentos especiais e de confraternização!

Receita clássica:

2.5 oz (1oz = 30ml) – Gin

0.5 oz (1oz = 30ml) – Dry Vermouth (Vermute seco branco)

1 dash (um lance) – Orange bitter (bitter de laranja)

Decoração: 

1 twist (casquinha fina) de limão

Taça: Martini Cocktail

Como preparar:

Adicionar todos os ingredientes em um mixing glass (copo de preparação de cocktails) e completar com gelo.

Mixing Glass

Mixing Glass

Bailarina de bar

Bailarina de bar

Coador de bar

Coador de bar

Mexa até resfriar o vidro e o conteúdo. Coe para a taça e decore com uma casca de limão. Pronto, divirta-se!

Dica: Se você não possui estes utensílios profissionais, procure fazer com aquilo que você tem em casa. Um copo grande e uma colher longa para misturar os ingredientes, e coe com aquelas pequenas peneiras de cozinha ou apenas brecando o gelo quando for despejar o liquido na taça!

Gosta de Drinks? Veja também as dicas e a receita de Bloody Mary da Débora.

Save

Save

Save