Login

Register

Login

Register

fevereiro 2019

26
fev

A receita de rosbife mais fácil da sua vida

Uma das coisas que sempre tento manter nas minhas receitas é a facilidade e rapidez de preparar. É claro que para quem gosta de cozinhar, passar a tarde na cozinha preparando algo com carinho para quem você ama pode ser o melhor programa do mundo. Mas a verdade é que o tempo é curto, a gente sempre tem um montão de coisas pra fazer (que estão sempre atrasadas, claro) e parar um tempão para dedicar à cozinha, para muitas pessoas é um privilégio difícil de alcançar! Então estudo muito, testo muitas receitas – e produtos – para simplificá-las e assim poder fazer sempre. E essa aqui, de rosbife, é uma delas.

O principal segredinho aqui é o chimichurri, que é um mix de ervas de origem argentino, mas que você pode encontrar facilmente nas lojas de temperos. Eu compro sempre à granel na zona cerealista, em São Paulo – SP. É próprio para temperar carnes e já tem cebola, alho, orégano, tomilho entre outros sabores que vão dar o gostinh especial à sua carne.

Outra coisa legal desse rosbife é que essa é, entre as carnes vermelhas, uma das mais magras e mais baratas. Você acha em qualquer açougue. A única coisa é que, para que ela fique bem saborosa, o ideal é você deixar de um dia para o outro o tempero pegar na geladeira, então tem um pouquinho de planejamento aí. Mas é tudo rápido, muito rápido e com poucos ingredientes.

Ingredientes

Carne - Lagarto Limpo
Carne – Lagarto Limpo

– Uma peça de lagarto pequena (aprox. 1kg, também
funciona com filé mignon)
– 200 ml de vinho branco (ou tinto, também funciona)
– 2 colheres de sopa mostarda
– 2 colheres de sopa molho inglês
– 2 colheres de chá de sal
– 3 colheres de sopa de azeite
– 2 colheres de sopa de chimichurri

Como fazer

Um dia antes do consumo você deve preparar a marinada. Eu preparei na sexta à noite para comer no sábado hora do almoço, virando a carne de manhã cedo, para o tempero pegar bem dos dois lados. Coloque a carne já limpa em uma tigela grande. Acrescente o sal, o vinho, a mostarda, o molho inglês e o chimichurri e misture bem os temperos na carne. Cubra bem a tigela com papel filme e leve à geladeira.

Carne - Temperos
Temperos: chimichurri, sal marinho, mostarda e molho inglês

No dia seguinte, retire a carne da marinada e reserve o líquido. Aqueça o azeite em fogo alto numa panela de pressão e quando estiver bem quente, coloque a carne para selar dos dois lados até que a carne fique bem dourada por fora em todo o seu entorno. Acrescente o líquido da marinada e deixe reduzir até virar um molhinho. Eu deixei a carne mal passada por dentro, mas se quiser a carne mais rosada, acrescente meio copo de água junto, para atrasar a redução e cozinhar mais a carne por dentro. Retire a carne da panela, sirva em uma travessa e jogue o molho reduzido por cima.

Vc pode fatiar e comer quente, mas fria ela fica mais firme para cortar e vc consegue tiras mais finas. Use uma faca bem afiada ou a faca elétrica e sirva com batatas assadas ou como preferir. Eu servi com saladinha e purê de batata doce!

6
fev

Bolo de Chocolate Nega Maluca

Esse bolo de chocolate é tão levinho e fácil de fazer que corre o risco da gente devorar!

Eu dificilmente faço um bolo inteirão assim, para comer em casa, normalmente faço para levar por aí, assim não corro esse risco. Afinal lá em casa somos só eu e meu marido.

Além disso,  bolo gostoso deve ser comido rapidamente (e quentinho então, hmmm), conto sempre com a ajuda de amigos e familiares. Esse bolo é especial pois, não vai leite. Porém como não perco a mania de querer mudar as receitas que leio e aprendo, acabei usando as drágeas de chocolate semi-amargo da Callebaut para decorar. O que diferenciou o sabor foi colocar não só na cobertura mas também na massa do bolo! Gente, o resultado é de chorar de alegria 🙂

Ingredientes da Massa:

  • 3 ovos
  • 2 xícaras de açúcar de coco (ou de outro açúcar,
    mas aí coloque um pouco menos!)
  • 2 xícaras de chá de farinha de trigo
  • 1 xícara de chá de cacau em pó
  • 1/2 xícara de chá de óleo
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • 1 xícara de chá de água quente
  • 4 colheres de sopa de callets da Callebaut
    (ou granulado)

Ingredientes da calda:

  • 2 colheres de sopa de cacau em pó
  • 3 colheres de açúcar de coco (ou de outro açúcar)
  • 1 colher de manteiga sem sal ou creme de leite
  • O restante do pacote de callets da Callebaut
    (ou granulado) para decorar

Se quiser uma receita sem lactose, você pode fazer a calda só com água ou leite sem lactose, cacau e açúcar e deixe reduzir um pouco para o açúcar caramelar.

E não use os callets na massa, claro. Se fizer o teste me conte comentando aqui no blog!

Como fazer:

Bata bem as claras em seguida as gemas e o açúcar até obter um creme. Acrescente aos poucos o óleo, o cacau, o sal e a farinha. Coloque devagar a água e quando tiver uma mistura bem homogênea, desligue a batedeira e acrescente o fermento, misturando a massa devagar com uma espátula. Coloque-a em uma forma untada (eu usei a furada no meio) e asse em fogo médio por aproximadamente 40 minutos.

Misture todos os ingredientes da calda em uma frigideira e leve ao fogo. Porém, se for usar o creme de leite, deixe-o de fora, aqueça apenas os outros ingredientes e deixe o creme de leite por último, depois que deligar a frigideira. Quando a calda estiver cremosa, mas ainda com textura fina, esse é o ponto ideal. Cubra o bolo ainda quente.

Aguarde o bolo esfriar para colocar as drágeas de chocolate por cima, porque senão elas derretem!

Veja também essa receita de Bolo de Cacau de Microondas!