Login

Register

Login

Register

novembro 2016

24
nov

Brigadeiro de Cacau

Sempre que vou em festas de criança, consigo passar bem sem as frituras e ignorar os bolos gigantes do “parabéns”. Também não tomo refrigerante no dia a dia, então essa é mais uma tentação que não passo. Mas os docinhos… ah os docinhos. Irresistíveis. Pequeninamente inofensivos. Mas, no fundo, dominadores dos olhos e do estômago de uma maneira incontrolável.

Quem não ama brigadeiros? Eu sou doida por eles, de todos os tipos. Deve existir quem não goste, mas é sem dúvida o doce mais simpático do Brasil (e já tem fama internacional).

Para uma festa mais personalizada, onde você gostaria de inovar na receita (e na apresentação), essa,receita cabe direitinho. É daquelas que as pessoas vão experimentar e dizer “nossa esse brigadeiro está uma delícia! tem alguma coisa diferente que eu não sei o que é. Colocar o cacau, aprendi com a chef Helena Jang. Mas tem outros segredinhos.”

Mas você sabe! 😉

Ingredientes:

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 colher de sopa cheia de cacau em pó
  • 1 colher de sopa rasa de mel
  • 2 gotas de baunilha
  • 1 colher rasa de manteiga sem sal
  • 1 gema de ovo coada

Como fazer:

Em uma panela antiaderente no fogo beeeeem baixo, derreta a manteiga e, antes que ela ferva, acrescente o leite condensado, a gema, o cacau, o mel e a baunilha. Misture devagar até que ele fique cremoso e comece a “descolar” do fundo. Depois disso, mexa por mais 2 minutos e desligue. Não pode estar muito mole senão você não consegue enrolar depois. Passe o brigadeiro para  um prato fundo untado com pouca manteiga, cubra com papel filme e leve à geladeira para esfrirar. Deixe descansar por meia hora. Depois basta enrolar os brigadeiros com as mãos untadas (bem pouco para não deixar o brigadeiro com gosto de manteiga!) e cobri-los como quiser!

Conheça também a receita de Cookie Fofinho de Chocolate da Monise!

22
nov

Massa de pizza sem glúten

Massa de pizza sem glúten? E quem disse que quem não come o glúten, não pode comer uma bela pizza?!

Essa ninguém diz que é sem glúten!

PIZZA

Pré-fermentação:
1/2 xícara de água morna (tolerável ao toque)
1/2 col sopa de Fermento biológico seco
1 cc de açúcar demerara
Dissolva o fermento e o açúcar na água morna, deixe descansar até formar uma espuma. Aproximadamente 10 min. Reserve.
Massa
2 ovos
30 g de azeite (3 col sopa)
80 g de batata doce cozida e amassada  (1/2 xícara)
220 g de farinha de arroz (1 e 1/3 xícara)
170 g de polvilho doce (1 1/2 xícara)
15 g de farinha de linhaça dourada (1 col sopa)

1 colher chá de sal

Preparo:
Misture as farinhas.
Bata ligeiramente os ovos, o azeite e a batata. Adicione a espume de fermento e incorpore ligeiramente. Aos poucos, vá adicionando a mistura de farinhas e incorporando com um garfo, qdo não der mais coloque a mão na massa sovando bem. Coloque aos poucos a mistura de farinhas, pois pode ser que você consiga o ponto sem usar toda a farinha, pois o tamanho dos ovos, podem alterar a quantidade de farinha. Sove até a massa desgrudar totalmente das mãos. Deixe descansar 10 minutos. Abra sobre papel filme.
Rende uma pizza grande com 8 fatias, leve para pré-assar já com o molho de sua preferência, iremos usar o molho de tomate. Pré-asse por 15 min (forno 200 graus) com o molho, depois  recheie e termine de assar por mais 15 ou 20 minutos.
10
nov

Qual a melhor forma de transportar bebidas durante uma viagem internacional?

Como embalar?

Colocar as garrafas dentro da mala é uma opção bem delicada, e você pode correr um grande risco de quebra principalmente usando aquelas opções de malas que não são rígidas, e ao despachar a mala é preciso ficar atento ao peso, que não pode ultrapassar a franquia permitida pela companhia aérea.

Plástico bolha para viagens

Plástico bolha para viagens

Mas se a opção é essa, vale melhorar a segurança para preservar a sua compra aplicando algumas medidas caseiras: primeiro embrulhar as garrafas em filme plástico, sem seguida em plástico bolha, em roupas de lã ou moletons e até em fraldas descartáveis de bebê.

Dê preferência para o centro da mala ao arrumar as garrafas. O ideal é que elas não fiquem balançando dentro da bagagem, e que principalmente não fiquem batendo umas nas outras!

 

Caixa ou mala apropriada ao invés de usar a sua mala?

Se você fez a festa e comprou muitas garrafas de bebidas fora do Brasil e decidir despachá-las como volume, e não dentro trazê-las dentro da mala, esse volume extra valerá como uma bagagem.

Caixa especial de bebidas para viagens

Caixa especial de bebidas para viagens

Portanto, se o voo permitir, por exemplo, duas malas por passageiro, a caixa de bebidas será considerada a segunda mala.

 

Já na loja em que efetuou as suas compras avise o vendedor da loja de bebidas que pretende despachá-las como bagagem. Ele certamente oferecerá alguma embalagem capaz de absorver os impactos, possivelmente uma caixa bem revestida e de melhor qualidade.

Uma solução que eu adoro e resolveu a minha vida foi comprar uma mala especifica para transportes de garrafas de bebidas! Atualmente existem muitas opções bacanas no Brasil e fora do país chamadas de “winebags”, “winecases”, ou simplesmente “malas para o transporte de vinhos”. Faça uma pesquisa antes de viajar e escolha a opção de tamanho que vai te atender em suas viagens.

Uma estratégia que eu adotei durante as minhas viagens foi comprar uma mala para 12 garrafas, pois durante o voo de ida eu coloco todas as minhas roupas e outras coisas nesta mala, e a medida que vou enchendo a mala com garrafas começo a transferir as roupas sujas e outras coisas embaladas em sacos plásticos para uma mochila que eu carrego de apoio nas costas.

Liquors case para viagens

Liquor case para viagens

A mochila possui um tamanho intermediário, aproximadamente 60 litros e pode ser carregada dentro a cabine do avião. Resumindo, encho a mala com as garrafas, transfiro as roupas e utensílios de banheiro para a mochila para levar na cabine, e com isso evito ultrapassar o limite de peso e volumes no retorno.

Mas se você esta viajando com alguém, uma opção e dividir os pesos transferindo as roupas e outras coisas para a mala do seu acompanhante.

Cada viagem será um caso, mas é prudente sempre planejar antes para não passar aperto! Resolvido?

 

Veja aqui também se deve ou não trazer bebidas de uma viagem internacional.

 

8
nov

Frango com batata doce – nova versão

Em tempos de dietas novas a cada dia, nem um prato mais persistente que o frango com batata doce. As propriedades proteicas e magras do frango, somadas ao valor nutricional e complexidade do carboidrato da batata explicam. Acontece que comer o filé de frango com a batata cozida frequentemente, ainda que mudando os temperos de ambos, pode ser bem enjoativo. Por esse motivo, essa receita é para quebrar essa rotina e é uma mistura de referências, incluindo dicas da minha primeira professora e inspiradora eterna da cozinha, minha mãe rs (cozinhamos esse prato juntas!)

INGREDIENTES:

Frango com Batata Doce

Batata Doce Ralada Crua

Para a batata doce:

– 3 batatas doces médias sem casca
– 200g de cogumelos paris frescos cortados em lâminas (ou em conserva, também fica bom)
– 1 colher de sopa de azeite
– 1 colher de sopa de guee (ou manteiga)
– 1 punhado de cheiro verde picado
– 1 punhado de cebolinha picada
– Sal e pimenta do reino a gosto

 

Frango com Batata Doce

Batata Doce Refogada com cogumelos Paris


Para o frango:
– 1 peito de frango inteiro
– 1 cebola média picadinha
– 1 dente de alho espremido
– 2 colheres de azeite
– pimenta do reino, sal e outros temperos à gosto
– 3 tomates maduros (ou uma lata de tomate pelati drenado)

 


PREPARO:

Em uma panela de pressão, refogue ½ cebola em 1 colher de azeite, em seguida o alho e acrescente o peito de frango junto a 2 litros de água. Acrescente sal e pimenta do reino a gosto, ou outros temperos a sua escolha (as vezes gosto de colocar um pouquinho de páprica picante ou coentro desidratado em pó. Feche a tampa e deixe ferver. Após a fervura, deixe cozinhar por 25 minutos. Enquanto isso, ale as batatas descascadas em um ralador grosso, ou ralador de abobrinha (aquele que deixa em formato de espaguete). Corte os cogumelos em lâminas. Em uma frigideira bem larga, coloque o azeite, a guee (ou manteiga) e após esquentá-los, acrescente a batata. Refogue-a por uns 10 minutos

Frango com Batata Doce

Batata Doce com cogumelos

até que ela cozinhe por inteiro, mas sem amolecer. Acrescente o cogumelo, mexa um pouquinho para misturar e coloque o sal e pimenta.

Refogue por mais 5 minutos apenas (para que os cogumelos ainda fiquem crocantes por dentro. Desligue o fogo, acrescente a cebolinha, a salsinha e reserve.

Retire o frango do fogo e reserve o caldo (você pode colocar na geladeira ou congelar e utilizar depois em uma sopa ou risoto!). Desfie o frango em pedaços grandes e em uma frigideira coloque a outra metade da cebola picadinha, a outra colher de azeite e refogue. Acrescente os tomates picados em pedaços grandes, tempere com sal e pimenta do reino e coloque também o frango desfiado. Mexa e desligue.

Para montar, fizemos um  “ninho” no centro do prato com a batata com cogumelos e em cima colocamos o frango. A batata fica suave na manteiga, mas não amolece totalmente, parece outra coisa! Os tomates ajudam a deixar o prato mais úmido e saboroso. Um fiozinho de azeite por cima e pronto: frango com batata doce, desconstruído, leve, delicioso e original!

4
nov

Pão de queijo de frigideira

Quem também ama pão de queijo?!

E se eu te contar que esse que é feito em menos de 5 minutos?! E na frigideira?!

Aí é amor neh!!!

Pão de queijo de frigideira 

INGREDIENTES

1 ovo
1 col sopa de creme de ricota ou outro queijo cremoso (alérgicos ou intolerantes podem fazer sem)
1 col sopa de polvilho doce
1 col sopa de polvilho azedo
1 col sopa de farinha de linhaça
Sal a gosto

MODO DE FAZER
Bate tudo (fouet), frigideira (aquela pequena pra ovo, se fizer numa maior não dá pra rechear) untada com azeite, coloca metade da massa, recheia (usei queijo minas curado), e cobre com a outra metade da massa, fogo baixo, e deixa dourar dos dois lados.
Quer conhecer outra receita sem glútem? Clique aqui.